Página inicial >

Etnologia Sul-americana

Livro de Orlando Villas-Bôas - uma boa leitura

Foi recentemente lançado pela editora FTD, o livro Orlando Villas-Bôas, história e causos. Para quem conheceu Orlando, a leitura do livro parece trazê-lo de volta, com a sua conversa boa e animada. É uma excelente leitura. George Zarur redigiu um dos prefácios ao livro, onde fala sobre Orlando e seu papel para a conquista de uma sociedade mais humana no Brasil. imageLeia mais

Raízes Étnicas do Brasil: modelos de integração

Conferência Apresentada à 38ª Assembléia Geral do Bispos do Brasil - Ano 2000 - Porto Seguro - Bahia (Publicada pela CNBB). O genocídio das populações indígenas gerou uma população mestiça originária de mulheres índias e homens europeus seguindo o roteiro padrão das guerras de extermínio. Seguiu-se um segundo genocídio resultante da escravidão negra, ocasionando um processo análogo de miscigenação. imageLeia mais

O Mapa Etno-Histórico de Curt Nimuendajú

Conferência apresentada na Reunião da SBPC de Julho de 2009, Manaus. São discutidas a obra e a pessoa de Curt Nimuendajú, o mais importante estudioso dos índios do Brasil. O Mapa-Etnohistórico é um de seus mais relevantes trabalhos. George Zarur descreve como conseguiu publicá-lo em 1981. imageLeia mais

Ecologia e Cultura: algumas comparações

Integra o livro de Darcy Ribeiro Summa Etnológica Brasileira. Tradução de Berta Ribeiro para o português de "Ecological Need and Cultural Choice in Central Brazil", publicado originalmente em Current Anthropology. Um dos textos fundadores dos estudos ecológicos por antropólogos brasileiros. imageLeia mais

O Kuarup Xinguano e os Universais da Narrativa Religiosa

Este artigo explora o clássico problema dos universais do comportamento humano, a partir da narrativa religiosa e do ritual do Kuarup dos índios xinguanos, por sua comparação com rituais e tradições religiosas ocidentais. Resulta da participação do autor, em 2003 no Kwarup, ritual em homenagem aos mortos ilustres, realizado pelos índios do Xingu para Orlando Vilas-Boas. imageLeia mais

Significado e Efeitos da Publicação do Mapa Etno-histórico de Curt Nimuendajù Para a Antropologia Brasileira

Este trabalho integra a publicação do Mapa Etnohistórico de Curt Nimuendaju, realizada pelo IBGE em 1981 e organizado por George Zarur. imageLeia mais

Casa do Kukurro- Tradição Cultura e Sua Influência na Amplificação e Manutenção da Diversidade em uma Roça

A "Casa do Kukurro"ou "Casa do Espírito da Mandioca" dos índios do Xingú tem importantefunção evolutiva ao misturar diferentes variedades de mandioca. (Autoria dos autores convidadosFábio F. O Freitas e Sandra Beatriz B.C. Zarur. Publicado originalmente na Revista do Museu de Arqueologia e Etnologia) imageLeia mais

Avaliação da Educação Indígena no Plano Nacional de Educação - 2006

Foi realizada pela Consultoria Legislativa da Câmara dos Deputados nova avaliação do PNE. Nesta oportunidade George Zarur realizou este balanço dos principais problemas relativos à educação indígena no Brasil. (Divulgado neste site em dezembro de 2006) imageLeia mais

Parentesco, Ritual e Economia no Alto Xingú

Este livro, inicialmente, tese de mestrado apresentada em 1975, no Museu Nacional, relaciona a economia dos índios do Alto Xingú com a vida social, ritual e política. É trabalhada empiricamente a tese de Karl Polanyi de "embeddedness" das economias tribais na vida social. A produção, a distribuição e consumo são relacionados com os mecanismos de reciprocidade presentes no sistema de parentesco e com a redistribuição associada à vida social e política. Trata-se da única monografia existente sobre os índios Aweti do Alto Xingú. imageLeia mais

Ecological Need and Cultural Choice in Central Brazil

Este artigo publicado em Current Anthropology, em Setembro de 1979, passou a representar uma importante referência nos estudos sobre ecologia e sobre índios Sul-Americanos. Posteriormente foi publicado em Português por Darcy Ribeiro (ver outra página, neste site), com tradução de Berta Ribeiro. Compara os índios do Xingu, com os Gê, os primeiros vivendo em um ambiente de floresta e os últimos, no Cerrado. Demonstra que a cultura "escolhe" determinados formas de exploração do meio ambiente. O autor estabelece, a partir daí, o convívio teórico da ecologia culturalcom oestruturalismo. imageLeia mais
Copyright © 2005-2017, George Zarur. Direitos autorais reservados.